No Banner to display

4
set 11

Brasília: 3º pólo gastronômico do país

 

O país têm crescido e o Planalto Central não fica pra trás.
A cidade criada por Oscar Niemeyer tem sido citada como um dos grandes polos gastronômicos atuais, ocupando o 3º lugar.
Chegaram grandes casas como: Dona Paulista, Galeto´s, Gero (grupo Fasano), Bela Sintra, Pobre Juan dentre outras.

Folheando a Veja Brasília 2011/2012 Comer e Beber (já em sua 10ª edição) é inegável dizer como se ampliaram as opções gastronômicas na cidade.
Enfim, tem pra todos os gostos e pra todos os bolsos.

Tive a oportunidade durante os últimos 15 dias de viver uma grande #esbórniagastronômica.


Enfim, experimentei todo tipo de comida, em todo tipo de lugar. Sozinha e com os amigos.#brigadu pela companhia gente!
Foram mais de 20 restôs…

Dos eleitos de Veja:
Na categoria padaria o júri elegeu La Boulangerie, de Guillaume Petitgas.
Estive lá (#brigadu Bia!) e comi um delicioso sanduíche frio de pão italiano.
Ai, não deu pra ir no Daniel Briand, #sniff, mas minha amiga Fer Puntel, que todo ano passeia em Paris e que comanda  a cozinha maraaaaaaa no Parfait Croissant Bistrô, Sudoeste, elogiou muito a Pâtisserie dele. Fica pra próxima.

O C’est si Bon continua como a melhor creperia pelo juri de Veja, só que na minha opinião, em 2007 era melhor. Deixou a desejar junto com Belini!!!
No ano de 2007 passei 6 meses morando e me deliciando com a cidade. Estive várias vezes na Creperia e tanto as crepes quanto o atendimento eram muito melhores.
As melhores recordações gastronômicas de 2007: Belini, Haná, Porcão, Oca da Tribo, Oliver e C’est si Bon.

Estive no Grenat e posso dizer? O melhor chocolate gelado que tomei na vida. E pra acompanhar pedi broinha de fubá… e como boa goiana-mineira vou te contar #decomerrezando amigo! Além disso a casa vende deliciosos cafés Gourmet, como o Orfeu (mineirinho que eu adoro!)

A Belini já foi melhor. Aliás tinha o melhor brunch do domingo. Uniu atendimento desleixado e comida completamente ressecada… acredito que uma soma do tempo seco de Bsb e longa exposição dos produtos ao ar-condicionado. Nem a crepe salvou!

E o tour continuou com Taypá, eleito pelo júri como melhor contemporâneo. Gero, pasta com deliciosa assinatura Fasano, Galeto’s e Soho! Tudo delicioso!!!
Melhor polpetone da minha vida: Villa Borghese
Melhor profiteroles: Piantella

E não teve espaço só pra restaurante badalado não. Também provei o Yakissoba da Kombi no Setor de Autarquias. Nota: 7
Faltou experimentar o macarrão da 205/6 Sul.

Lista para a próxima #esborniagastronomica: Universal, Daniel Briand, Alice, macarrão da 205/6 Sul

E que me perdoem os cariocas mas minha aposta é que logo Bsb ocupará o 2º lugar do ranking. Adios RJ!

Bon Appétit!

 
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado
Campos obrigatórios são marcados com *

  • Copyrigth 2011 - Marido na Cozinha - Todos os direitos reservados.