No Banner to display

27
abr 12

Um brasileiro comendo no Japão

 

E hoje quem dá o ar da graça por aqui é o Marcello Dundi. Ele mora no Japão atualmente e é operador em FOREX. FOREX? É, resumindo é uma forma de investimento financeiro. É tão complexo que no Brasil ninguém nem se entende a respeito do tema, então não vou complicar, explicando não… E batendo um papo com o Marido na Cozinha ele contou sobre os hábitos alimentares e o que ele mais sente falta de comer por lá!

1. O que você anda provando aí no Japão?

“Eu sou suspeito para falar, mas gosto muito de sushi e sashimi. Nas fotos podem ver uma espécie de rodízio de sushis. Não sei se há algo parecido lá na Liberdade. Basicamente, a pessoa entra no restaurante e senta-se, faz seu pedido via uma tela touch screen e receberá seu pedido via um “barquinho” que corre em uma esteira. Tudo automatizado, é fantástico. Caso você esteja com pressa, poderá se servir dos sushis que ficam correndo na esteira debaixo. Eu particularmente não gosto pq os mesmos ficam andando, andando até que encontre alguém “corajoso” para encará-los.

CONTINUE VENDO, CLIQUE EM VER MAIS

2.Os brasileiros quando se mudam daqui sentem muitaaaaaaa falta da comida brasileira. No seu caso, o que te faz falta?

Ah, sem dúvidas o básico, o famoso arroz com feijão né, apesar que há muitos mercados especializados em comida brasileira. Leia-se, estabelecimentos da comunidade. Eu sinto falta de outras coisas como pastel, pão francês, ah isso sim hein. Aqui não há pão francês, apesar das famosas padarias. Aqui há muito restaurantes italianos, chineses e os australianos com seus famosos steaks and ribs.

3.Em termos de etiqueta à mesa o que fazemos no Brasil que seria uma heresia repetir nos restaurantes japoneses?

Quanto a alimentação com o hashi, é uma heresia “espetar” o arroz com os mesmos. Isso é utilizado apenas em oferendas aos mortos. Sabe aqueles chawan, ao contrário de prato, é onde colocam o arroz. Já há casos de estrangeiros que acabam espetando os hashis sem saber que não é de bom uso. Dar gorjeta, isso é expressamente proibido hein. Gorjetas jamais, nem mesmo em restaurantes e taxis.

4. Onde você anda comendo por aí?

O Kaiten zushi (rodízio de sushi) restaurante prático, rápido e barato. Pagamos por pratos consumidos, cada um acompanha 2 sushis e o valor é de aproximadamente US$ 1 ou R$ 1,80. Eu nesse dia, comi 8, totalizando R$ R$ 14,40. Acredito que em um restaurante no Brasil sairia pelo dobro. Gosto do Saiserya, rede italiana que também se enquadra no prático, rápido e barato. Será o meu próximo destino. Geralmente não gasto mais que R$ 20. E finalizando, o yakiniku, ou churrasco japonês. aqueles bem self-service, onde assamos a carne no meio das mesas, ou melhor, é como aquelas panelas próprias para isso. Como pagamos pelo tempo que ficamos dentro do restaurante, dando o direito de comer e beber a vontade, o preço gira em torno de R$ R$ 45. Ah, os restaurantes brasileiros, mas sinceramente, somente os de Tokyo, focados no público japonês é que são realmente bons. O resto, não podemos nem compará-los aos de São Paulo.”

Hummmmmmmmmmmmmmmmm! Me deu vontade hein MeODeOs!!!

 
Tags: , , , ,
Criszinha disse:

Ameiiii o post, o Marcello falou tudo! Eu amo sushi, e costumo experimentar vários tipos de comidas japonesas, a maioria são bem saudáveis. E assim como ele, sinto falta do pastel, pão francês, banana da terra, manga, goiaba e não poderia faltar o peixe assado, hummm!

Está morando onde Cris? Pois pra sentir falta dessas coisas… kkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado
Campos obrigatórios são marcados com *

  • Copyrigth 2011 - Marido na Cozinha - Todos os direitos reservados.