No Banner to display

9
out 12

Fernando de Noronha

 

Como eu já contei aqui eu fiquei 30dias em Fernando de Noronha (a trabalho) e óbvio, que rolou diversão também né gente! Então, acredito que em 4 posts (vamos ver se serão necessários mais posts…) vamos contar o que eu mais gostei por lá e também, o que o Marido e Cozinheiro achou do passeio (ele ficou um tempinho por lá também).

Como eu disse aqui sobre Caburé/MA, Noronha também foi uma super experiência de vida. O lugar é tão deslumbrante, que me pegava durante várias horas olhando a mesma paisagem. Sem sombra de dúvida está entre os 10 lugares que você precisa conhecer antes de passar dessa vida…

Vamos começar com esse post bem geral, onde fazemos um resumão, incluindo dicas e, respondo às principais perguntas e onde também, indico passeios.

No próximo falarei apenas sobre as praias e em seguida mais 2 sobre gastronomia, lugares, preços e reservas.

1. Quantos dias são suficientes em Fernando de Noronha?
Eu passei 30 dias em Fernando de Noronha. Foi minha 2ª vez na Ilha. A primeira vez há mais ou menos 7 anos passei 4dias. Achei pouco.


Como a passagem é bem cara (a minha custou aproximadamente R$ 3.600,00, ida e volta de Cuiabá) sugiro aproveitar o embalo e passar, no mínimo, 7 dias. O ideal seriam 10 dias pra descansar a cabeça e aproveitar a atmosfera pacata do lugar.

Só existem 2 companhias aéreas que aterrisam em Noronha: Trip e Gol. Com milhas da Gol tem quem consiga ir com 10.000, Neto foi com 20.000.

2. A ilha é realmente tão segura quanto dizem?
Sim, os ilhéus (moradores da ilha) até viajam e tem a mania de deixar tudo destrancado. Pra quem mora em cidade grande é até meio assustador. Váriassssss vezes deixei bolsa na praia com dinheiro, máquina, telefone e etc… e nada de sumir as coisas, entretanto eu sempre mantenho um olho no peixe e outro no gato né gente.

3. É tudo tão caro quanto dizem?
DEFINITIVAMENTE SIM! e, olha que eu vivo em Cuiabá, então só quem mora ou passa por aqui sabe exatamente o preço das coisas…

Minha mãe, logo no início, vinha nos visitar e ficava passada com o valor do supermercado… Só pra exemplificar (preços de Noronha em agosto e setembro de 2012): no supermercado um iogurte R$ 3,88, 1 maça fuji R$ 1,60, 1 chicabon R$ 10,00, 1 tangerina R$ 1,00, 10 lt de água R$ 16,00 (quando tem, em geral você encontra no Supermercado Poty). No Noronhão só água de 20lts. Preço médio da água de coco: R$ 5,00 e da cerveja R$ 6,00 (nas praias).

4. Onde devo me hospedar?
Fiquei em uma Hospedaria Domicilar na Vila do Trinta. Eu gostei do local, era perto do meu trabalho e, perto da Praia do Cachorro e Praça da Vila dos Remédios. Realmente são subidas e mais subidas, então prepare as pernas! Eu ADORO caminhar, então não tive nenhum problema.
As Hospedarias Domiciliares são em número aproximado de 100 em toda a ilha e são as casas dos ilhéus, que alugam quartos para hospedagem, com ou sem café da manhã.
Tem gente que gosta de ficar na Vila dos Remédios, que é bem pertinho do Supermercado Breakfast, farmácia, vários restaurantes, praça e Praia do Cachorro (acredito que uns 300mts) e ponto de taxi. Aqui tem um link para busca direta no Booking.com.

O que eu posso esperar da hospedagem? Simplicidade e rusticidade, define ok? Não espere nada glamouroso, salvo se você for ficar na Maravilha (R$ 2.200,00 a diária-bangalô) ou no Zé Maria.

Quanto posso esperar pagar? Aproximadamente R$ 120,00 por pessoa é bem razoável para os preços do local.

Não posso indicar minha hospedaria pois lá só podem ficar pessoas do meu trabalho.

Passei na Pousada da Villa, é uma graça, na Vila do Trinta, quase em frente ao Poty e a diária fica por aproximadamente R$ 300,00 para casal. É do Grupo do Zé Maria, os banheiros são uma graça, tem até secador de cabelo. Hoje eu ficaria por lá com toda certeza.

Me hospedaria também na Pousada Miragem, sou dessas que quase vendo a alma por uma linda vista!

5. Que história é essa de Taxa de Preservação Ambiental?
Em conformidade com a Lei  10.403/89, todos os visitantes e turistas estão obrigados ao pagamento da Taxa de Preservação Ambiental, do Distrito Estadual de Fernando de Noronha, para assegurar manutenção das condições ambientais e ecológicas do arquipélago. Em caso de dúvidas, consulte esse link.

Eu estava a trabalho, tive isenção. Neto estava me acompanhando, teve isenção também.

Política de isenção: visitantes brasileiros maiores de 60 anos de idade e crianças com até 11 anos, desde que estejam com documento de identificação. Também não pagam o tributo os moradores de Noronha, parentes de primeiro e segundo grau, pesquisadores credenciados e funcionários púbicos a serviço.

6. Pagamento de Ingresso ao PARNAMAR?

O PARNAMAR é o Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, que está sendo administrado pela ECONORONHA, a mesma concessionária que administra as Cataratas do Iguaçú.

Para acesso ao PARNAMAR está sendo cobrado, desde 22 de setembro (data em que eu vim embora, então não paguei!) ingresso ao parque, sendo que o valor para brasileiros é de R$65 e R$130 para estrangeiros, que vale para até 10 dias corridos de estadia. O valor a ser cobrado foi definidos pelo ICMBio, órgão administrador do Parque, conforme a Portaria ICMBio 135/2010.

Para mais informações, acesse.

7. Qual a melhor época para visitar a ilha?

Dizem os próprios ilhéus que os meses de agosto e setembro são os melhores. #TodosChora
A partir do mês de novembro, já é considerado alta temporada e a ilha fica lotada. Isso quer dizer o que? Reserve hotel, buggy, passeios e agende o Festival Gastronômico do Zé Maria e almoço ou jantar na Pousada Maravilha com antecedência pois fica TUDO lotado. Em geral, acaba água e até as coisas no mercado ficam meio escassas.

E no Reveillon? Sem condições. De acordo com o Tuca, Zé Maria Filho, a Pousada Zé Maria está com as reservas lotadas e pagas até 2014. Está também toda reservada de 2015 a 2017. Mas ainda é possível passar a virada do ano lá por aproximadamente R$ 800,00 a ceia (bebida incluída) por pessoa. Não é o tipo de lugar onde eu gostaria de estar no Reveillon, simplesmente em razão do número exagerado de pessoas tentando fazer os mesmos passeios e comer nos mesmos lugares.

Dicas:
1. JAMAIS saia de casa sem protetor solar
Venta demais na ilha e muitas vezes você pode ter a falsa impressão de que não está calor e só depois verifica o estrago. Encontrei vários pimentões humanos andando por lá! Em geral, cedinho o tempo é meio fechado, fique tranquilo, o sol racha durante o dia…

2. Em todos os passeios leve água e lanchinhos (tipo frutas, biscoito, barra de cereal) pois apenas em algumas praias você encontra barraquinhas vendendo bebidas e, em geral não tem lanchinhos rápidos. (Cachorro, Conceição, Meio e Cacimba do Padre). A partir de agora com a Econoronha, na Praia do Sancho já tem ponto de apoio e estão finalizando a construção do ponto de apoio no Sueste (acredito que daqui 1 mês já deve estar tudo pronto).

3. Os melhores mergulhos costumam se dar pela manhã, basicamente porque é o horário em que os animais saem pra se alimentar, de modo que a sua chance de encontrar essas belezuras no caminho é altíssima. Agora lembre-se, você não está em um Zoológico tá, em resumo, se você der sorte vai encontrar bastante animal, se não… não!

4. A corrente de água é oceânica, ou seja, mais forte que a marítima. Só morre afogado quem sabe nadar pois quem não sabe nadar, nem entra na água. Precaução e canja de galinha não faz mal a ninguém!

5. A água tem maior salinidade, então eu saía do mar e já procurava uma ducha de água doce, justamente porque me agoniava a quantidade de sal no corpo. Sim, na ilha não existe água doce, apenas dessalinizada (processo pra extrair o máximo de sal da água, deixando-a pronta para o uso).

Tem ducha em alguns lugares: Tenda do Pipoka – Praia do Cachorro, Restaurante do Meio – entre a Praia do Meio e Conceição.

6. A moeda é dinheiro, alguns lugares até aceitam cartão, exemplo: os 3 supermercados: breakfast, noronhão e poty. Já o único posto de gasolina da cidade NÃO aceita cartão, em resumo você só consegue abastecer o buggy em cash. Gastávamos mais ou menos R$ 35,00/dia de combustível.
Restaurantes que aceitam cartão: Mergulhão, Du Mar, Zé Maria, Maravilha, Flamboyant, São Miguel
Não vi nenhum lugar que aceitasse cheque.

7. Na cidade só tem UM Banco… o Santander.
Existe uma loteria ao lado do Empório São Miguel (em frente ao Restaurante Flamboyant, na Vila dos Remédios). Tem caixas eletrônicos no aeroporto. Pra quem tem conta na CEF é possível realizar saques no Supermercado Noronhão.

8. Os supermercados fecham pontualmente as 20h. Aos domingos o Breakfast abre após as 17h, então compre suas coisas sempre com antecedência.

9. Compensa alugar um buggy se você quiser ficar uns 2 ou 3 dias andando de um lado para o outro, eu aluguei por 5 dias, foi a melhor coisa, mobilidade, íamos de um lado para o outro toda hora. Espere pagar no mínimo R$ 100,00/dia.

Gente! Os buggys são geniosos, demoram pra freiar e se você gira o volante ele demora um pouquinho pra atender. Cuidado!

10. Sim, leve nadadeira e snorkel (com máscara). Na ilha é tudo muito caro, não indico comprar nada dessas coisas lá. Sim, há aluguel nas seguintes praias: Cachorro (R$ 20,00 o kit por dia), Meio (mesmo valor). Em ambas as praias tem cadeira e guarda-sol. Na do meio o aluguel é R$ 20,00/dia. Na do cachorro basta consumir na barraca.
No sueste só alugam o colete salva-vidas. Lá é obrigatório mergulhar com colete em razão dos corais, uma vez que anda bem raso o mergulho.

11. Sugiro aderir ao chapéu com proteção solar. Eu usei durante toda a viagem dois chapéus da UVLINE. #Adoro
Comprei aqui em Cuiabá, mas sei que vendem online e tem também em Fernando de Noronha. Não sei o valor das coisas lá, pra dizer a verdade nem entrei na loja.

12. Bom local para compra de souvenirs: na Vila dos Remédios, na Mix. Peça desconto!

13. A voltagem na ilha é 220V.

14. Não tem shopping, cinema ou teatro.

Passeios:
Na minha opinião os passeios OBRIGATÓRIOS (ou seja, pra quem curte, tem grana e pode escolher, além das praias, claro!!!):
1. Passeio de barco com almoço
Você conhece a ilha toda, mergulha, faz o reboque (passeio de pranchinha que passa em cima do Naufrágio logo na saída do Porto de Santo Antônio) e almoça. E se der sorte ainda vê Golfinhos nadando! Fiz cinco. Amei, simplesmente!


Eu e Neto fizemos um passeio VIP, alugamos uma lancha só pra nós e fizemos o reboque. Se você quiser fazer um passeio bem privativo, sem muvuca, sem muita gente, procure o Celso e a Verônica (Barco Neucar, 81 – 9914-5057, 8687-9757, 9482-4508, 3619-1893). Essa lancha sai com até 5 casais, ou você paga privativo, como nós fizemos.


2. Expedição Oceanográfica do Projeto NAVI (Natureza Viva)
Gente, aqui preciso fazer um aparte. Eu não enjoô com nada nessa vida, com ônibus, carro, avião, helicóptero, bungee jump, rapel, e muito menos alto mar, entretanto fiquei absolutamente mareada nesse passeio. Ele não balança, só que na minha opinião a circulação de ar é deficitária, entretanto recomendo muito. O barco é mto legal e o passeio dura aproximadamente 2h.
Sugiro tomar um antivertigem e se jogar, entretanto evite fazer esse passeio no mesmo dia que você for Jantar no Festival do Zé Maria pra aproveitar a noite viu?
Antes de sair nesse passeio tem uma palestra de aproximadamente meia hora, que é excelente e é ministrada pelo curador do Museu do Tubarão, o Léo, que sabe TUDO sobre vida marinha e é muitooooooooo engraçado.

3. Batismo
Na cidade tem algumas empresas: Águas Claras, Noronha Divers e Atlantis Divers. O mergulho do nosso pessoal foi pela Águas Claras. O valor é de aproximadamente R$ 300,00. Vai as 7h e volta mais ou menos 11h30min.
Sim, tome café da manhã antes do mergulho (com moderação).
Pra liberar o nitrogênio do organismo a tempo, lembre-se que no dia do mergulho e nem no dia seguinte você pode viajar de avião por conta da pressurização, sendo que você inclusive vai assinar um Termo de Compromisso nesse sentido, prestando várias informações pessoais e médicas antes do mergulho.

Sim, compensa alugar câmeras pra fazer o mergulho, as fotos ficam belas! Espia…

* Todos os passeios de barco saem diretamente do Porto de Santo Antônio

4. Subir no Forte Nossa Senhora dos Remédios
A vista é deslumbrante e a entrada é gratuita. Em geral é bem abandonado. No dia que nós fomos não tinha ninguém.
Baba, baby!!!

5. Trilha da Atalaia
Essa trilha é restrita a 6 grupos diários, contendo 12 pessoas no máximo, por conta da capacidade da piscina natural.
Você vai e volta em uma trilha, com duração de aproximadamente meia hora de caminhada na ida e meia hora na volta.
Não pode usar protetor solar, por conta dos corais, que crescem somente 1cm a cada ano e, todo agente externo causa a degradação dos mesmos.
O sol é de rachar. Sem base! Carregue o protetor pra você passar na volta da trilha. Leve água e frutas. Uso obrigatório de snorkel, nadadeira e colete salva-vidas. Mergulho só em apnéia.
Como esse passeio exige guia, contrate o seu com antecedência e reserve o horário direto no ICMBio: (81) 3619-1220 Também pode ser reservado por telefone.
O nosso guia foi o Adalberto Marques, o contato dele é: 81 -9980-6523/8878-2344. Adorei pois ele vai narrando fatos, contando sobre a história e a geografia do lugar. #Adoro
Esse passeio obedece os horários de máre!
Aqui não tem jeitinho brasileiro, tem fila, controlada pelo ICMBio e só entra esse número de pessoas. Não enrola e reserva já na sua chegada na ilha.

6. Almoçar na Pousada Maravilha: Comentários no post sobre a gastronomia de Fernando de Noronha.

7. Pôr-do-sol no Mirante dos Golfinhos
Entrada gratuita. Fui várias vezes e reescrevi minha história olhando lá de cima!!!

8. Pôr-do-sol no Restaurante Mergulhão, no Porto de Santo Antônio
Comentários no post sobre a gastronomia de Fernando de Noronha.

9. Festival Gastronômico do Zé Maria: Comentários no post sobre a gastronomia de Fernando de Noronha.

10. Palestras do Projeto Tamar
Todos os dias de 21h-22h palestras sobre a vida marinha e o Arquipélago. A entrada é gratuita. É um ponto de encontro da turistada todo dia a noite.
O TAMAR fica na Alameda Boldró, s/n, Caixa Postal 50, Tel (81) 3 619-1171/1174 – Fax (81) 3619-1367 – e-mail: infonoronha@tamar.org.br
Para mais informações, clique aqui.

Galera, sei que ficou enorme mas absoluta necessidade de reunirmos as principais informações aqui.

Se quiserem que eu fale sobre algum aspecto GERAL que eu não tenha contemplado, por favor, usem a caixa de comentários que edito o post!

Atualizando: sobre as baladinhas: todo dia tem alguma coisa ali pelo Cachorro ou em algum outro lugar. O pessoal da Ilha é muito animado. Quem for sozinho não precisa ficar acanhado, vai se divertir bastante.

Acompanhe nossas atualizações aqui no Facebook (basta rolar a barra até o final da página, está no rodapé do blog).

Bjokas e boa semana!

 
Tags: , , , , , , , , , , , ,
THIAGO disse:

SEM PALAVRAS ESTE POST… ESTOU PENSANDO E SONHANDO EM UM DIA CONHECER ESSE MARAVILHOSO LUGAR… ISSO REFORÇA MAIS OS SONHOS DE NÓS FUTUROS TURISTAS… PARABÉNS MESMO!!!
SÓ UMA COISA… E A DICA MUSICAL TEM?RSRSRS

oi Thiago,
o lugar é realmente ESPETACULAR!!!
bem lembrado, vou atualizar o post com as dicas musicais e baladinhas!
espero fazer isso até o fim de semana tá?
daí você volta aqui e confere
Sonhos não tem preço, trabalhe pelos seus!!! =D
Bjokas,
Larissa

Mirielle Resgalla disse:

Achei este post , pois procuro muitas coisas de noronha para ler.Eu e meu marido em novembro passado passamos a nossa Lua de Mel lá e estamos loucos para voltar. Linas fotos, o lugar é mesmo deslumbrante !

Oi Mirielle!
Somos apaixonados por Noronha.
Sem base né?
Bjokas e seja bem-vinda.
Larissa

[…] esse é o 2º post sobre o que comer em Fernando de Noronha. Como eu já disse aqui, eu fiquei 30 dias por lá… pra ver o 1º post sobre os restaurantes, clique […]

[…] já contei aqui que passei 30 dias deliciosos em Fernando de Noronha (#work) e também contei sobre o que você […]

Sandrinha disse:

Lalá que saudades de você menina!!!! viajei no seu diário de viagem, estive em Noronha em 2001 e paguei o pacote de 5 dias 2100,00 com passagens saindo de Uberlândia e com três dias em Natal, claro que você aproveitou muitooooooooooo mais do que eu, mas, fiz esses passeios incríveis que você narrou com tanta fidedignidade, me deu muitas saudades, menos do enjôo que é de matar! rsrsr, quando vier a Uberlândia quero matar as saudades e conhecer sua linda família, Parabéns pelo Blog bacanérrimo e claro vou arriscar umas receitas.. chchhhhhhhhhhhhhhhhh.. bem baixinho pra não passar vergonha se desandar (sou desastrada nesse quesito) beijos, beijos, fique com Deus amiga!!!

Oi amoreeeee!!!
Quanto tempo.
Como vão as coisas?
Noronha é mesmo de babar não? #Luxo define!!!
E as novidades?
Quando eu for por aí eu grito.
bjokas e seja super bem-vinda.
Larissa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado
Campos obrigatórios são marcados com *

  • Copyrigth 2011 - Marido na Cozinha - Todos os direitos reservados.