No Banner to display

Arquivo da Tag: pará

3
jul 14

Point do Açaí em Belém

 

Impossível visitar Belém e não se encantar com a tradição do norte do país de consumir o açaí acompanhado de farinha e peixe.

Tão diferente da forma como o açaí é oferecido pra nós por aqui (tipo vitamina, em geral com açúcar, xarope de guaraná e frutas) lá não se coloca açúcar.

A farinha pode ser a empaneirada ou a de tapioca. Pode acompanhar um camarão, charque ou pirarucu frito (chapa mista aí na foto!).

maridonacozinha_belem5_pointdoacai1

E como a Ailin Aleixo, Gastrolândia já disse aqui o Point do Açaí serve o melhor açaí do Pará.

Além da qualidade do produto servido tipo “premium”, cremosidade única, textura incrível e macia, irresistível contar que o espaço é divino, que a equipe trabalha bem e que o lugar é super agradável.

E se você vai pra casa e está com medo de sentir saudade do açaí, não se “apoquente” não, que é tradição vir de lá com um “isoporzinho” com o que tem de mais essencial e gostoso.

A vida é simples demais né não? E ainda tem gente que complica. Passa na fábrica compra seu açaí congelado, coloca no isopor e traz pra casa.

Tolentino Neto fez um creme delicioso aqui em casa com frutas vermelhas e mel: me esbaldei!!! 😉

Point Veiga Cabral – Esquina com a Tv Bom Jardim, 450 Cidade Velha • (91) 3225-4647
Point Boulevard – Av Boulevard Castilhos frança • (91) 3212-2168
Point Óbidos – Rua Óbidos, 206 Cidade Velha • (91) 3032-3269
Point Delivery • (91) 3230-3162
contato@pointdoacai.net

Informações: http://www.pointdoacai.net/

Credito das Imagens: Nazareno Alves, diretor da empresa

25
jun 14

Ilha do Combú no Pará

 

Recentemente fomos a Belém acompanhar o 12º Festival Ver-o-Peso da cozinha paraense. O marido foi trabalhar e eu fui passear, óbvio! E aproveitei bastante…

Belém é uma delícia. Super úmido. Muito sotaque. Ingredientes únicos. E a chuva. Chove todo dia gente!!!

Além de Belém a gente foi passear na Ilha do Combú, que fica aproximadamente há 1,5km de Belém, às margens do rio Guamá e que tem aproximadamente 15km quadrados de extensão.

Chegamos logo para o café da manhã… leitinho com cacau e açúcar, café e pupunha cozida tudo lá na Nena do Cacau. Tolentino Neto se esbaldou!

maridonacozinha_belem4_nena2

O cacau dela ficou famoso quando o Chef Thiago Castanho descobriu seu produto e levou pra testar nas sobremesas do Remanso do Bosque e Remanso do Peixe. Foi amor à primeira vista que continua até os dias atuais. Simples assim!

maridonacozinha_belem3_nena1

Aí na foto o cacau (ainda no pé), colhido, moído e enfim embalado (da forma como é comercializado por lá.

Apareça pra tomar o café da manhã com ela…

Na Ilha fica o delicioso restaurante Saldosa Maloca, da querida Neneca (ou Prazeres). Abre aos sábados, domingos e feriados e sem dúvida vale a visita.

maridonacozinha_belem1_saldosamaloca

Comida deliciosa, cuja especialidade são os peixes assados (como o tambaqui) o molho de cupuaçu e tucupi com jambu, além de arroz e farofa. Pra petiscar tem isca de peixe e vale muitooooooo a pena.

maridonacozinha_belem2_saldosamaloca2

(aí na foto a Prazeres serviu pra nós ovas de tainha, que não tem no cardápio, mas ela consome em casa… #luxo… e na última foto a galera toda reunida: Tolentino, Nena do Cacau, eu, Elyne e Nazareno do Point do Açaí e Prazeres)

O preço aproximado por pessoa da refeição completa, que no nosso caso incluiu bebida, fica R$ 80,00.

Imprescindível ir com tempo pra tirar umas fotos lindas, apreciar a natureza e as casas nas palafitas.

Conheça o Pará, Descubra o Pará, Apaixone-se pelo Pará!

Saldosa Maloca: informações (91) 9982-3396 e 8148-8396

24
abr 14

12º Festival Gastronômico Ver-o-Peso em Belém

 

O Festival Ver-o-Peso da Cozinha Paraense foi criado pelo chef Paulo Martins em 2000 para celebrar ingredientes e técnicas culinárias do Norte do País. Hoje é o maior e mais antigo evento gastronômico da Amazônia brasileira, realizado pelo Instituto Paulo Martins e a Associação dos Restaurantes da Boa Lembrança, com organização de Lilian Almeida e Regiane Britto – Coordenação de Eventos e Central Pirarucu.

Em paralelo ao Festival (que acontece efetivamente de 28/05 a 01/06)  o Circuito Gastronômico movimenta restaurantes com pratos criados especialmente para a temporada. No dia 15, será inaugurada uma exposição fotográfica, uma instalação inspirada nas riquezas naturais do Pará e, no dia 25, uma Feira dos Produtores.

 

maridonacozinha_festivalveropeso

 

Festival Ver-o-Peso da Cozinha Paraense
Local: Belém, Pará
Datas: 28 de maio a 1º de junho de 2014
(Programação paralela: Circuito gastronômico de 1º/5 a 1º/6)
Para mais informações acesse www.veropesodacozinhaparaense.com.br

3
abr 12

Festival Ver-o-Peso da Cozinha Paraense

 

Quem não conhece o Pára está absolutamente convidado a fazê-lo. Aos que vão pela primeira vez costumo dizer que o Pará tem um cheiro diferente, você vai saber o que estou dizendo quando chegar lá. O Mercado Ver-o-peso é lindo, saborear açaí com açúcar é afronta e marque as coisas, por favor, antes ou depois da chuva! 🙂 Simples assim. Lá o tempo e a vida tem outro ritmo, desfrute por mim, por favor!

A gastronomia é convidativa e o Festival também. E visitar o Ver-o-peso e provar tacacá, tucupi, pirarucu, açaí, tapioca não tem preço… #Adoro Aprendi a apreciar a culinária paraense quando morei uma temporada com a amiga Raíra Moraes, em BH, nós fazíamos cursinho pra concurso (vida dura a de concurseiro hein!) e degustávamos delícias que ela trazia de lá.

Está aberta a temporada do 12º Ver-o-peso da Cozinha Paraense. O festival foi criado e é comandado pelo Chef Paulo Martins, “embaixador da culinária paraense” desde o ano 2000.

CLIQUE EM VER MAIS

  • Copyrigth 2011 - Marido na Cozinha - Todos os direitos reservados.